Notícias



09/10/2019

Oferta de calçados colombiana totalizou 171,4 milhões de pares em 2018

compartilhe esta notícia
A Colômbia tem uma população estimada em 49,5 milhões de habitantes, conforme dados de 2018, já para o ano de 2019 projeta-se que o país tenha em torno de 49,8 milhões de pessoas. Em termos sociais, medido pelo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), o país colombiano atingiu o número de 0,747 em 2017, sendo considerada uma economia de alto desenvolvimento humano, onde ocupa o 90º lugar do ranking de 188 países, 

Essas, entre outras informações, estão disponíveis na Plataforma de Inteligência no site do By Brasil, Components, Machinery and Chemicals – ação de incentivo às exportações realizada pela Assintecal e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), contando com parceria com a Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos para os Setores do Couro, Calçados e Afins (Abrameq).


CENÁRIO MACROECONÔMICO
Entre 2012 e 2018, a inflação na Colômbia oscilou entre uma taxa mínima de 2,0% (2013) e uma máxima de 6,8% (2015). Para 2019 e 2020, as previsões para a inflação colombiana são de 3,2% e 3,0%, nessa ordem. Essas previsões estão próximas às taxas previstas para o Brasil (3,9% e 4,0%) e México (3,1% e 3,0%), mas muito inferiores à inflação argentina de dois dígitos (30,5% e 21,2%).

Já no que se refere ao PIB, entre o período de 2012 e 2018, a economia colombiana apresentou o seu melhor desempenho no ano de 2014 (4,7%). Para os anos 2019 e 2020, estima-se uma taxa de crescimento de 3,5% e 3,6%, respectivamente. 


CENÁRIO CALÇADISTA
Em 2018, a produção de calçados no país foi de 90,2 milhões de pares e as importações foram de 81,2 milhões de pares. Desse modo, a oferta de calçados no país totalizou 171,4 milhões de pares.

No período 2012-2018, a produção de calçados colombiana cresceu, em média, 3,3% ao ano. A previsão para 2018-2019 é de um crescimento de mais de 11%.

Em 2019, a região colombiana que mais exportou calçados foi a de Bogotá e Cundinamarca (27%), a qual caracteriza-se por ter a concentração de importação calçadista (43%).

Já no que tange ao mercado de calçados de segurança, a Colômbia produziu 3,3 milhões/pares, o que representou crescimento de 6,5% com relação a 2017. Além disso, importou 2,6 milhões/pares, exportou 0,4 milhões/pares (estabilizada desde 2016) e teve um consumo de 5,5 milhões/pares (crescimento de 5,8% com relação a 2017).


CENÁRIO COMÉRCIO EXTERIOR DE COMPONENTES
No primeiro semestre de 2019, a Colômbia importou mais de US$ 50 milhões em materiais, químicos e máquinas brasileiros para couro e calçado do Brasil, apresentando crescimento de 17% com relação ao período anterior. Isso coloca o país como o 4º maior destino de exportações brasileiras do setor.

O Acordo  de Complementação Econômica (ACE nº 72) entre MERCOSUL e Colômbia, assinado em julho e internalizado pelos países membros em dezembro de 2017, determinou a desgravação a zero das tarifas de importação de 97% dos itens da pauta comercial a partir de 2018, com preferência tarifária imediata aos setores têxtil e siderúrgico.

AÇÕES NO MERCADO
Entre os dias 22 a 24 de janeiro de 2020 ocorrerá a Colombiatex, considerada a maior plataforma de negócios para o setor têxtil latino-americano.

A feira é executada pelo By Brasil Components, Machinery and Chemicals – ação de incentivo às exportações executada em parceria da Assintecal, com a Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos para os Setores do Couro, Calçados e Afins (Abrameq) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Mais informações, entre em contato através de relacionamento@assintecal.org.br ou (51) 3584-5200

Confira também as últimas atualizações da Plataforma de Inteligência:
* Boletim Mensal de Inteligência Agosto/2019;
* Estudo de Mercados-Alvo Colômbia 2019;
* Infográfico Alemanha – 2019;
* Manual Virtual de Exportação;
* Panorama Econômico – Agosto/2019;
* Relatório IAPC Agosto/2019;
* Relatório IAPC Segurança Agosto/2019;


• A plataforma é um benefício disponível para associados da ASSINTECAL e Participantes By Brasil.
• Este é um estudo apoiado pelo By Brasil Components, Machinery and Chemicals.


Sobre o By Brasil Components, Machinery and Chemicals
Os fabricantes brasileiros que integram o setor de componentes interessados em ampliar suas relações comerciais com o mercado externo têm a oportunidade de participar, assim como outras 300 empresas, do projeto By Brasil Components, Machinery and Chemicals, realizado pela Assintecal, Apex-Brasil e Abrameq, que pretende promover um bom desempenho das exportações e, consequentemente, do setor.

O projeto possui soluções adequadas a cada nível de internacionalização, mantendo ao alcance das empresas ações de promoção comercial, inteligência, capacitação, entre outros. Para mais informações, entre em contato por meio do e-mail relacionamento@assintecal.org.br.

Sobre a Assintecal
Há mais de 35 anos a Associação Brasileira de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal) atua diretamente na expansão de seu setor coureiro-calçadista. Seu trabalho é reconhecido pela força e diálogo com todas as esferas governamentais, pela consolidação do mercado internacional e pelo desenvolvimento em pesquisas e conteúdo de moda. A entidade responde por um setor que possui 3 mil empresas. Sediada em Novo Hamburgo (RS), possui também escritórios em São João Batista (SC), Nova Serrana (MG), Birigui (SP), Franca (SP) e Jaú (SP).

Sobre a Apex-Brasil
A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A Agência realiza ações diversificadas de promoção comercial, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais, e visitas de compradores estrangeiros e formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira.

Além da sede em Brasília, a Apex-Brasil possui oito Escritórios de Negócios localizados em Miami e São Francisco - EUA; Pequim e Xangai - China; Bogotá - Colômbia; Dubai - Emirados Árabes Unidos; Bruxelas - Bélgica; e Moscou - Rússia.

compartilhe esta notícia

compartilhe esta notícia via e-mail

OPS!